quarta-feira, 31 de dezembro de 2008





terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Nostalgia


Me bateu uma saudade agora. Faz uns três anos talvez, quatro...época muito boa. Quanto sentimento voltou a tona! Minhas histórias, minhas idéias, minhas palavras. Eram tão boas, uma nostalgia gostosa de sentir, nomes como Annelise, Diogo, Diana, Carol, Jefe, tantos nomes, tantas momentos que estão guardados no pensamento. Deu saudade, vontade de voltar à época do colégio e desfazer brigas inúteis que resultaram em anos sem se falar. Tantas coisas boas, poucas ruins, mas muitas que agora sinto saudade. Enfim, momentos que aproveitei, e ficaram na memória pra nunca mais esquecer!

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Perda


A foto da Juli, nesse momento é a expressão que mais pode representar meu estado de espírito. Perda significa, para o dicionário, fato de ficar sem algo; prejuízo, dano; desaparecimento, morte. Mas fica uma duvida, pois para o dicionário que não sente, que não chora, que não lamenta, é apenas isso, mas para nós, que sentimos e que ainda um coração batendo dentro de nós, o que significa a perda? Dor inexplicável? Desespero? Solidão? Desesperança? Por que dói tanto quando algo se vai sem avisar, se perde no espaço do tempo. Se pudéssemos achar tudo que perdemos, pelo menos a dor seria por pouco tempo, mas tem coisas, objetivos e pessoas que partem, para nunca mais voltar. Outras perdas podem ter voltas, sorte destas. Desejo força aos familiares, o sofrimento de uma amiga já basta para sofrermos também.

“Agora eu vejo, Aquele beijo era o fim, ah era o fimEra o começo E o meu desejo se perdeu de mim E nunca mais, nunca mais, ou... sorriso.”
(...)

“ACHO” que era isso...





quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Deixa o Sol bater na cara...


Nunca olhei pros lados
Pra não perder a direção
Nem senti meus passos
Na marcha cega
Encontro uma razão
Talvez perca o emprego
Talvez a sua resposta seja não
Quero dar um jeito
De conseguir pagar a prestação
De passear na grama do parcão
De respirar deitar ao sol que brilha
Deixo o sol bater na cara
Esqueço tudo que me faz mal
Deixo o sol bater no rosto
Que aí o desgosto se vai
Deixo o sol bater na cara
Esqueço tudo que me faz mal
Deixo o sol bater no rosto
Que aí o desgosto...Se Vai!
(girassóis-cidadão quem)

segunda-feira, 10 de novembro de 2008




Tudo ficou refletido dentro da minha cabeça! Todos os momentos levarei pra sempre comigo!

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

São Paulo!


São Paulo maravilha de cidade! Tenho o prazer de dizer que conheci São Paulo e que ao contrario de muitos, considero uma maravilha de cidade. Posso não ter visto seus lados ruins ou até mesmo “fechado os olhos” para algumas coisas, porém como uma amiga me disse, queremos te mostrar o lado bom de viver em São Paulo. Obviamente conseguiram seguir a risca o plano e voltei para o velho Oeste com saudades, grandes saudades. Me apaixonei, pela cidade, pelas pessoas, , pelas comidas, pelos arrepios, pela arquitetura, pelo óbvio e pelo questionável. Passei a aproveitar cada minuto dessa cidade, usufruiu tudo que ela podia me fornecer e sai de lá como se tivesse levado metade dela no peito. Além do que aprendi, trouxe o que admirei e o que me apaixonei. Viagem muito perfeita, se não fosse ter perdido o ônibus, mas isso são coisas de Marine, normal.

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Lá vai ela!



Ela disse adeus! Ela saiu, foi para outros campos, para outras épocas, para outra cultura, para outros costumes, para outras bocas, para outros ares, outros destinos, outros olhares, outras novidades, outras vidas. Saiu sem rumo sem dia para voltar e sem vontade de voltar. Está por aí perdida procurando uma vida louca, quer curtir e achar um destino inesperado para experimentar.

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

O Medo


"O medo... o medo... medo é bom, ruim é o medo de ter medo!
*Pedro Bial

terça-feira, 28 de outubro de 2008

Crianças!


Saber valorizar no pouco para conseguir usufruir no muito. Por que nós não somos assim?! Fizemos ao contrario, quando temos o pouco reclamamos das “migalhas, quando passamos para o muito não conseguirmos dar o valor necessário e em muitas situações perdemos. São detalhes tão pequenos, são felicidades tão simples e repentinas talvez de um dia ensolarado ou de um abraço forte. As crianças são os maiores exemplos de como isso funciona, não é por nada que elas vivem intensamente seu dia, aproveitando cada brincadeira, cada passatempo, cada gargalhada como se não existisse o amanhã. Há muito o que aprender com elas!

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Meu Sonho


Toda criança já cresce idealizando um futuro, imaginações é o que não faltam! Primeiro querem ser cantores, jogadores de futebol, atrizes de programa infantil, professora. Todos nós passamos por essa fase, acordávamos pela manhã e já tínhamos outra idéia em mente e assim fomos nos desenvolvendo sempre tentando imaginar o que vamos “ser quando crescer”. Para alguns encontraram com a maior naturalidade, para outros demoram, dias, meses, anos, uns ainda não encontraram, mas já sonharam. Achei que já tinha passado por essa fase, e acreditado que tivesse um rumo na vida, pois bem, a vida colocou uma vírgula nesse caminho. Descobri uma arte que me levou muitas vezes a afirmar “Que Trabalho mais belo”! Deparei-me com a Fotografia e ela me cativou de uma maneira que não nos afastamos mais. Creio que isso é uma forma de amar, se fosse uma paixão, já teria enjoado, passado adiante, deixado de lado, porém essa esta continuamente crescendo e me tornando mais feliz com o passar dos dias. Retiro dela toda a essência que ela pode me oferecer, e deixo apenas o que me incomoda de lado. Ela vai fazer parte da minha vida, vai ser a minha profissão, vou ter com ela a maioria dos momentos bons que vou viver! Ontem, uma atitude de mudar e hoje me deparo com a realização de praticamente 100% desde sonho. Chegou meu dia, meu trabalho foi reconhecido e minhas mãos perceberam que não foram só para ganhar pronta as coisas, elas foram feitas para o trabalho também, e para comprovar para os telespectadores que posso e consigo vencer. Sinto-me feliz, realizando algo que a tempo custava a aceitar e administrá-lo com paciência.
Marine Comin

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Daqui pra frente!


Lá vou eu! Freqüentei duas palestras nesse final de semana, algo mexeu comigo. Elas pareciam que estavam com a lista de afazeres da minha vida e me incentivavam a não parar, pois ainda tinha muito “chão” pela frente. Nunca dei tanta importância para as minhas próprias vontades como nesses últimos dias, senti que agora minha vida começa a tomar um sentido, vejo que faço diferença. Meus sonhos, minhas vontades, eu vou lutar por cada um até realizar. Posso levar alguns anos, mas o fim é mais glorioso que o tempo perdido, que a lágrima caída, que o sonho derrotado. Afinal, como diz uma frase de Naomi Judd, "Uma rua sem saída é apenas um bom lugar para dar a volta." Não importa onde vou parar, mas vou tentar, há mais pessoas que desistem do que as que fracassam. Prometi que vou mudar, agora só faltam mais alguns passos, vou devagar para fazer certo dessa vez e não errar, muito menos chegar onde quero e me arrepender. Vou na busca dos meus tesouros!

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Criança!


O Gabriel!

Ter Amizades com Crianças pode até parecer desconfortável, irritante, insuportável, mas apenas com algumas crianças. Gabriel é a criança que todos nós deveríamos ter como amigo, ele não fica fazendo rodeios, os problemas identificados em você ele fala, quando possui qualquer sentimento ele transmite. Muito bom ter sua amizade, mesmo às vezes a Nina não correspondendo da forma que precisaria! Vou mudar meu “Irmãozinho”, ta prometido!
"As crianças acham tudo em nada, os homens não acham nada em tudo." (Giacomo Leopardi)

domingo, 12 de outubro de 2008


Luiz e seus olhos maravilhosos!

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Videra


Amei essa lugar, AS PESSOAS, as risadas, o rio no meio da cidade eu achei muito lindo. Saudades, vontade de voltar!

terça-feira, 9 de setembro de 2008

Preconceito


Uma coisa eu tenho certeza, como sinto vergonha do Brasil e de ser brasileira. Um País cheio de suas “belezas” mal percebe o que realmente tem de bom ao seu redor. Eu mesma me envergonhei hoje, aliás, Você sabe em que lugar o Brasil esta nas Paraolimpíadas em Pequim? Pois é, estamos em 5º lugar, esse era o nosso grande sonho estar em tão privilegiado lugar! Mas porque os noticiários não estão dando tanta ênfase para esses jogos? Porque não tem nenhuma emissora de Televisão transmitindo ao vivo os jogos? Pois é, bem vindo ao clube dos desinformados e SIM, preconceituosos brasileiros. Se tivéssemos nessa colocação há algumas semanas atrás, nos orgulharíamos, iríamos esticar o peito para frente e dizer, EU SOU BRASILEIRO! Mas quem deve fazer isso são Eles, os grandes vencedores e exemplos de um povo digno, que luta e não desiste nunca. Vocês sabem quem é Daniel Dias? Ou só conhecem César Cielo? Daniel Dias venceu e levou 3 ouros e bateu recorde mundial, além de muitas outras Pessoas que poderia citar a garra e persistência, dignas de horas de transmissão ao vivo e reportagens.


Um desabafo de uma envergonhada brasileira


Foto: Globo.com

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Sempre chega!



Chega um momento da vida, onde o que os olhos não vê a vida joga na cara!

domingo, 7 de setembro de 2008

Mudanças




Mude. Mas comece devagar, porque a direção é mais importante que a velocidade. Sente-se em outra cadeira, no outro lado da mesa. Mais tarde, mude de mesa.
Algumas mudanças devem ocorrer, e penso que elas que nos tornam mais alegres!

sábado, 6 de setembro de 2008

Villa Europa Hotel





Lugar lindo, Villa Europa Hotel e Spa do Vinho Caudalie Vinothérapie.

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Alegria!


A Alegria de uma criança, refletida na face de um adulto!
Iva!

quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Respeito!


Vestir a camisa nem sempre significa gostar do que se está fazendo, ou ter amor ao que se faz, mas ter respeito já basta!

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Detalhes fazem diferença


Detalhes fazem, fazem diferença. Detalhes fazem, toda a diferença!
(music)

terça-feira, 2 de setembro de 2008

A janela!


Uma das favoritas! Se não fosse o fato da janela ter cortado um pedaço do banco a foto seria perfeita!
(...) Não me decidi ainda por que acho ela interessante, mas agrada aos meus olhos. As cores, os detalhes no chão, as variadas linhas, os enfeites, a Luz, talvez a junção de todos.
Tem também a Janela que estraga a foto, ela poderia estar localizada em outro lugar!
(...) Cantinho onde Você pode ficar pensando, refletindo, esquecendo das loucuras do mundo.
Mas ainda penso que se a janela fosse localizada um pouco para cima o banco apareceria!

Percebo cada dia mais como dou tanto valor aos detalhes, um olhar, um sorriso, uma janela, o canto de um banco, pode estragar como enfeitar o meu dia...(heheh)

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Roxo!


Assim, Assim...Roxo!

domingo, 31 de agosto de 2008

4 Maratona Fotografica Chapecó - Escola de Artes


Prêmio como melhor conjunto da obra em Preto e branco. Obrigado pelos Amigos que tenho certeza que ajudaram nessa conquista, Rafael e Alan.
Um dia eu chego lá.

sábado, 30 de agosto de 2008

Keuryn!


"Se Você Viver cem anos,
eu quero viver cem anos menos um dia,
assim nunca terei de viver sem você!"
Winnie Pooh
Parabéns Negrinha! Muitas felicidadis, Amamos Você!

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

O Simples, o belo!


"Que ninguém se engane, só se consegue a simplicidade através de muito trabalho."
( Clarice Lispector )

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Humm!


Um Cheiro, Uma Musica e Uma Foto! Nada melhor que essas três companhias, como grandes contadores de Histórias!

terça-feira, 26 de agosto de 2008

Me viu?

Você já me viu sério, já me viu de porre, me viu fazendo drama por sua desordem. Mas triste, isso eu nunca quis que você visse. (Capital Inicial, Seus Olhos)

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

A Flor







A minha herança pra você
É uma flor com um sino, uma canção
Um sonho em uma árvore ou uma pedra
Eu deixarei

(Vanessa da Mata)

sábado, 23 de agosto de 2008

Cuidado!


Pois é. O Buzz dá cinco dicas infalíveis para passar pela Temporada Proibida para Homens sem grandes problemas.

1) Você chega em casa com aquela fome…
PERIGOSO: O que tem pro jantar?
SEGURO: Posso te ajudar com o jantar?
SEGURÍSSIMO: Onde você quer ir pra jantar?
ULTRA-SEGURO: Aqui, come esse chocolate.

2) Vocês vão a uma festa e ela diz: Amor já estou pronta…
PERIGOSO: Você vai vestir ISSO?
SEGURO: Nossa, você fica bem de marrom!
SEGURÍSSIMO: Uau! Tá uma gata!
ULTRA-SEGURO: Aqui, come esse chocolate.

3) Ela diz: Amor como você é grosso…
PERIGOSO: Tá nervosa por quê?
SEGURO: Tudo bem que eu poderia ter avisado, assumo meu erro!
SEGURÍSSIMO: Vem, deixa eu te fazer um carinho…
ULTRA-SEGURO: Aqui, come esse chocolate.

4) Na hora daquele super almoço de domingo…
PERIGOSO: Será que você devia comer isso?
SEGURO: Sabe, ainda tem bastante maçã.
SEGURÍSSIMO: Quer um copo de vinho pra acompanhar?
ULTRA-SEGURO: Aqui, come esse chocolate.

5) Você chega em casa tarde, e ela está sentada no sofá…
PERIGOSO: O que você fez o dia todo?
SEGURO: Espero que você não tenha trabalhado demais hoje amor.
SEGURÍSSIMO: Adoro quando você usa esse baby doll!
ULTRA-SEGURO: Aqui, come esse chocolate.
(hehehe, MUlheres)

sexta-feira, 22 de agosto de 2008



Se fosse pensar em um Futuro, gostaria que fosse próximo.
Se fosse pensar em um momento, seria nas jantas de família que se reúne todos seus filhos.
Se fosse pensar no passado, teria que ser pra sempre e inesquecível!

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Cumplicidade!




A paixão e o amor não exigem a humilhação, exigem respeito e cumplicidade. Jeocaz Lee-Meddi

terça-feira, 19 de agosto de 2008


Todos deixamos rastros ao longo da vida. Deixamos rastros nos objetos, nos lugares, na memória de outras pessoas. Um detetive não terá dificuldades para descobrir quem fomos e o que fizemos. Visitamos alguém, e na casa visitada deixamos nossos rastros. Cinzas de cigarro, palavras cujo som ainda vibra na sala de estar, o calor de nosso corpo no sofá. Em nossa cama deixamos rastros. Rastros dos sonhos que sonhamos, rastros que denunciam com quem dormimos, rastros da insônia que sofremos em solidão. Finda a refeição, na mesa deixamos nossos rastros. Da gula que nos venceu, deixamos vestígios do prato não apreciado, rastros do pão generosamente dividido, do leite derramado, migalhas, grãos. Uma amizade deixa rastros. Conselhos inteligentes ou inúteis, gargalhadas sem fim, lágrimas por enxugar, passeios no final de semana, confidências, elogios sinceros, projetos em comum. Lemos um livro. No livro lido (ainda que nem sempre inteiramente) deixamos nossos rastros. Uma frase sublinhada. Uma passagem inesquecível. Uma folha mal virada. O livro manuseado guarda em suas linhas a nossa leitura. Trabalhamos em alguma empresa, e nela deixamos rastros: idéias e sugestões interessantes, reputação (boa ou má), contatos, brigas, tédio, troca de experiências. Viajamos por aí, fomos conhecer outras paragens. Fotografamos paisagens. Guardamos imagens. Trazemos na bagagem um pouco do que vimos. E rastros nossos, nossas surpresas, nossa moeda, nossos passos deixamos nos lugares de turismo. Pela internet navegamos. Deixamos nossos rastros nos sites descobertos. E-mails distribuímos. Em blogs deixamos comentários. Nossas pegadas ficam eletronicamente registradas. Sabem quem somos, contabilizam o tempo gasto antes do novo clique do nosso mouse. Escrever é deixar rastros. Rastros voluntários. Parágrafos, estrofes, vírgulas. O autor de um livro é autor de rastros concentrados no objeto que o leitor vai folhear. Escrevemos na areia da praia, as ondas cobrem o poema fugaz. Mas sempre fica um traço, um indício, algum sinal permanece, alguma referência na lembrança, corrente de vento ventando na distância. Deixamos rastros nas paredes, nas calçadas, na fisionomia dos nossos filhos. Pedaços minúsculos de nós se desprendem de nós. No meio da multidão deixamos rastros do que somos, de nossa individualidade indivisível. (Trecho do texto de Gabriel Perissé, Os rastros que deixamos)

segunda-feira, 18 de agosto de 2008


Se pudéssemos usar toda a capacidade que temos para transformar coisas óbvias ao nosso redor, tenho certeza que tudo poderia melhorar. O fato é que cabe a nós mudarmos, pois força talento e criatividade tem de sobra.

quarta-feira, 13 de agosto de 2008


Mude.Mas comece devagar, porque a direção é mais importante que a velocidade.Sente-se em outra cadeira, no outro lado da mesa.Mais tarde, mude de mesa.Quando sair, procure andar pelo outro lado da rua.Depois, mude de caminho, ande por outras ruas,calmamente,observando com atenção os lugares por onde vocêpassa.Tome outros ônibus.Mude por uns tempos o estilo das roupas.Dê os teus sapatos velhos. Procure andar descalçoalguns dias.Tire uma tarde inteira pra passear livremente napraia, ou no parque,e ouvir o canto dos passarinhos.Veja o mundo de outras perspectivas.Abra e feche as gavetas e portas com a mão esquerda.Durma do outro lado da cama...depois, procure dormir em outras camas.Assista a outros programas de TV, compre outrosjornais... leia outros livros.Viva outros romances.Não faça do hábito um estilo de vida.Ame a novidade.Durma mais tarde. Durma mais cedo.Aprenda uma palavra nova por dia numa outra língua.Corrija a postura.Coma um pouco menos, escolha comidas diferentes,novos temperos, novas cores, novas delícias.Tente o novo todo dia,o novo lado, o novo método, o novo sabor, o novojeito, o novo prazer, o novo amor, a nova vida.Tente.Busque novos amigos.Tente novos amores.Faça novas relações.Almoce em outros locais, vá a outros restaurantes,tome outro tipo de bebida, compre pão em outrapadaria.Almoce mais cedo, jante mais tarde ou vice-versa.Escolha outro mercado... outra marca de sabonete,outro creme dental...tome banho em novos horários.Use canetas de outras coresVá passear em outros lugares.Ame muito, cada vez mais, de modos diferentes.Troque de bolsa, de carteira, de malas,troque de carro, compre novos óculos, escrevas outraspoesias.Jogue fora os velhos relógios,quebre delicadamente esses horrorosos despertadores.Abra conta em outro banco.Vá a outros cinemas, outros cabeleireiros, outrosteatros, visite novos museus.Mude.Lembre-se que a vida é uma só.E pense seriamente em arrumar um novo emprego,uma nova ocupação, um trabalho mais light, maisprazeroso,mais digno, mais humano.Se você não encontrar razões para ser livre,invente-as.Seja criativo.E aproveite para fazer uma viagem despretensiosa,longa,se possível sem destino. Experimente coisas novas.Troque novamente.Mude, de novo.Experimente outra vez.Você certamente conhecerá coisas melhorese coisas piores do que as já conhecidas. Mas não é isso o que importa. O mais importante é a mudança, o movimento, odinamismo, a energia.Só o que está morto não muda! (Mude, Pedro Bial)

domingo, 3 de agosto de 2008

A tal da beleza Humana


O que é a tal chama da Beleza Humana? em quais parametros ela está baseada? Complicado.

quinta-feira, 31 de julho de 2008

Cores!


Cores, Eu gosto!

sábado, 26 de julho de 2008

Eu, Marine


Hoje não vim comentar em como o dia está bonito e não agradecemos, ou como tem coisas nojentas lá fora e estamos de olhos fechados. Vim falar das emoções que vivi, que não são uma nem duas, são milhares. Se for compartilhar cada uma nas paginas de um livro creio que seria cheio de boas risadas, de muitas tristezas, de conquistas, de grandes acontecimentos, de variados gostos, de inúmeras lágrimas, incontáveis sorrisos. Não que minha vida tenha sido uma bagunça, muito pelo contrario, foi muito bem organizado (pelo menos uma coisa organizada), teve etapas, teve vitórias, teve derrotas, estive no fundo do poço mais escuro, mas sempre sai vencedora! Não gostaria de voltar atrás, aprendi com esses erros e esses acertos a vencer. Meu sorriso, minhas lagrimas, minhas amizades, nunca é um exagero, se faço é porque são verdadeiras e guardadas no coração. O que é mais engraçado que nunca falo de mim, pois não gostava de admitir que estivesse em diversos momentos triste, porém tenho aprendido que e essa pratica que se desenvolve a humilde, e que não é fácil de exercitar. Ao contrario da humildade se levanta a soberba, o orgulho, a arrogancia, e não quero ter nenhuma dessas "coisas" em mim, então admitir o erro e as tristezas podem sinalizar o quanto somos fortes. Creio que já vivi grandes momentos, claro, não viajei para a Itália, não pisei no cume do Monte Everest, não saltei de para quedas, não patinei no gelo, não senti a neve, não participei de nenhum time de futebol e ganhei as Olimpíadas, não sei ainda voar (hehe), e nunca tive um gato de estimação, além de não saber aonde guardo minhas chaves. Mas com toda certeza, mesmo não tendo feito nada do que já “sonhei”, tudo o que passei e estou passando está valendo Muito! Deus tem me sustentado e me alegrado em todos os momentos!

segunda-feira, 14 de julho de 2008

Lost


Sabe aquelas cenas do "Lost" ?! Que o pessoal ta no mato, perdido e normalmente não estão sorrindo como as moças da foto, mas isso é um detalhe. Me lembra muito o Seriado essa foto. Parece um sonho, um lugar distante (não que no caso seja perto, hehehe). Lindo!

sábado, 12 de julho de 2008

Nao ter tempo!

Ah o Girassol! Ele é quem mais acompanha o sol em suas diferentes posições e quem depende do seu “estado”. Por que não somos assim com Deus? Independente de nossa circunstância ou do estagio de nossa vida poder estar voltada para Ele.

É por que Somos Crianças? Ainda não precisamos nos preocupar com as circunstâncias ao nosso redor e muito menos perceber o quanto tem “Alguém” que se importa com sua vida?!

É por que somos muito jovens? Jovens devem aproveitar a vida com tudo que ela lhe proporciona, nunca se arrependendo de seus feitos, optar em dormir arrependido de seus feitos do que acordar com vontade do não que não fez?!

É por que estamos na fase do amadurecimento? Não temos tempo, nossos caminhos começam agora a ser delineados e por isso não pode haver outra preocupação ou ocupação?!

É por que somos já adultos? Temos nossas casas, nossos filhos a quem devemos nos preocupar com o futuro, nossos esposos (as) o auge de nossa carreira?!

É por que já somos Velhos? Não aproveitei a vida suficientemente então agora é o momento, preciso explicar aos meus netos o quanto fui passageiro dessa vida “Sem paradas”, mostrar aos filhos como é que se devem combater as dificuldades?!

Quando vai ser a hora de parar e pensar em Deus? Será que vai ser quando em nossas vidas aparecer alguma doença? Alguma pessoa queria nos deixar? Quando seus filhos saírem de casa, sem querer mais voltar até que a situação mude?

Esperar pelo momento nem sempre é a melhor opção, pois em nossas vidas somos praticantes da frase “Não tenho tempo pra isso”.

sexta-feira, 11 de julho de 2008

Imitação Barata


Nem todo capim é flor, nem todo verde é mato e nem toda bala é doce. Porém todo limão sempre vai fazer nossa boca salivar, toda amizade merecerá um abraço e todo amor, um alguém. Tem coisas que não mudam, pois sempre nos proporcionaram os mesmos sentimentos, já outras nos proporcionaram uma breve imitação do que realmente procuramos.

quinta-feira, 10 de julho de 2008

Pinte a Vida da cor que preferir!

Não interessa como foi sua noite, não importa se sua vida anda "mais ou menos", se seus negócios não estão te agradando como deveriam ou esse não é o mundo de seus Sonhos. Sempre a um novo amanhã e nunca haverá um sol escondido, pois apesar das nuvens de um dia nublado o sol estará lá, e você deverá persistir apesar das dificuldades. Não olhar para as "nuvens" de sua vida o ajuda para caminhar para frente. Viva uma vida COLORIDA!


Foto: Margone Perondi

terça-feira, 8 de julho de 2008

Nossa Segurança

Às vezes nossas pontes são fortes demais, outras muito frágeis. Normalmente é a circunstancia que se revela onde nossa segurança está consolidada, como as estacas de nossa “pinguela” estão firmadas. Podem até balançar, porém não será esse fator que dirá que ela não é segura. Nem sempre a fraqueza que se sente, quer dizer que não é forte.

sexta-feira, 4 de julho de 2008

Poderíamos seguir o caminho dos outros, poderíamos trilhar o que os outros chamam de "seus caminhos", só que nunca iríamos aprender e muito menos ter as nossas histórias para contar. Nunca parei para pensar, mas imagine nos conversando com nossos netos, “Olha meu neto, eu fui pelo caminho de quem se deu bem, e não tenho muitas coisas a contar sobre minha vida”, ou ainda “Meu neto, aprendi pela existência dos outros e não pela minha, que é legal viver sem preocupações, desejos, etc.”. Nunca teríamos o que ensinar e muito menos aprender, caso fossemos atras de outra pessoa. Vamos em busca de nossos caminhos e assim viveremos abundantemente, passaremos por situações que nunca esperávamos e ainda teremos uma vida cheia de histórias, para contar a quem gostaria de ouvir. A sombra das outras pessoas já fazem muito bem o trabalho de segui-las, não precisa-mos nós tentar.


quinta-feira, 3 de julho de 2008

A trave de nossos olhos


Os nossos problemas normalmente são aos nossos olhos: Grandes demais, difíceis demais, complicados e impossíveis de serem resolvidos. Porem quando olhamos nosso “vizinho” achamos a resolução de seus problemas rapidamente! Tem uma frase que Mateus fala em seu livro, que Diz: Hipócrita! Tira primeiro a trave do teu olho e, então, verás claramente para tirar o argueiro (cisco) do olho de teu irmão. Todos nós passamos por problemas, mas cabe a nós perceber seu tamanho e tirá-lo antes de procurar “ciscos” nos olhos de outras pessoas, pois assim veremos claramente e poderemos ajudá-las à medida que elas necessitem. Assim também, veremos com mais facilidade a Luz que está diante de nós para nos ajudar.

quarta-feira, 2 de julho de 2008

Guarda-roupas maiores?

Como está seu guarda-roupa? Abarrotado? Cheio? Sem ter onde colocar mais roupas? Está achando, como eu, que tomar a decisão de aumentar o tamanho do seu guarda-roupa resolveria seus problemas? Será que as pessoas pobres financeiramente, carentes, enfim, estão também achando que precisam de um quarto maior, para conseguir guardar todas suas roupas? Somos nós os pobres de espírito, muitas vezes, por não ter um coração voltado a ajudar os que precisam.

terça-feira, 1 de julho de 2008

Teu Choro poder durar uma noite, mas a alegria virá ao amanhecer!

Porque quando uma criança chora é “bonitinho” e quando um adulto chora é vergonhoso? Há poucos dias li uma frase em um site de relacionamentos, o "tal" Orkut, que nem sempre a fraqueza que se sente, quer dizer que a gente não é forte. Afinal a fraqueza só é dada para as pessoas para que cada vez mais seja percebida sua capacidade de nunca cair, perder e com isso ser ainda mais forte em suas batalhas.

segunda-feira, 30 de junho de 2008

As Árveres somos nozes


Vocês sabiam que as Árvores nos proporcionam uma aula para a vida? Pois é, para o seu desenvolvimento ela vai criando ao redor do seu lenho vários câmbios que são anéis visíveis com variações de 25 cm cada perímetro por ano e pode ser verificada a sua idade através desses anéis, como também as influências que recebeu do seu exterior na sua formação. E como será que são as nossas variações conforme o passar dos anos? Será que nosso tronco está desenhado por vários anéis coloridos sem definição onde o nosso exterior prevaleceu em nossa formação? Ou estamos firmados em boa terra e com uma linha só de cor, significando que estamos em lugares que não contaminam a pureza de nosso crescimento? Que possamos verificar o que contamina as nossas vidas, pois com o passar dos anos será visível aos olhos das pessoas a nossa idade, como também como foi o nosso desenvolvimento.

domingo, 29 de junho de 2008

Seu Amor!


Você já percebeu como as pessoas que você convive se tornam tão especiais a medida do tempo? E como sua presença é Insubstituível? Marcos é a pessoa a quem me refiro, pois pode não ser um dia de sol, pode não ter sido uma semana de presentes e muito menos um mês de grandes descobertas, porém o sorriso no rosto e o amor pelas pessoas que o rodeiam prevalece! Se amassemos 10% de como essas pessoas amam, tenho certeza que nossos dias, semanas, meses e até suas vidas mudariam! E quem da a apredizagem necessaria para que ele se torne essa pessoa amada é DEUS!

terça-feira, 10 de junho de 2008

Um bom Começo!







O Homem que saber o que quer, já percorreu um longo caminho para alcança-lo
Web Analytics