quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

2010

2010

Um dos melhores anos, se não o melhor.

Já ouviu falar que o ano começa depois do carnaval? Então, bem por isso que não poderia ter começado melhor. Minha boca ficou com gosto de 2014 o ano todo.

Inverno conheci o melhor da vida simples, da vida no campo, Sitio. Esse sim será inesquecível. “Aprendi que não temos que mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam, percebe que seus amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos.” Todos os conselhos e verdades que saíram daquele lugar fizeram muitas coisas mudarem. Aprendi mesmo sobre o que é amizade.

Sim, foi emocionante, mais que qualquer coisa e de todo sentimento que já haviam relatado. O grito de vitória após pegar o diploma foi uma mistura de alivio com saudade. Os colegas todos juntos, sorrisos não faltaram para marcar a data, fotos então, são das mais diversas e das mais lindas. Amigos que conheci que nunca mais vou esquecer, amigos irmãos.

A volta não representou nada, apenar um começo, um recomeço. A essência não mudou em nada, apenas serviu para ter certeza que não vou deixar meu sonho de lado, porque vou ter que cuidar dos sonhos dos outros. Gostei da vida de horários, voltar a ver os velhos rostos que me deixaram saudade, ou até mesmos esses novos rostos cheios de brilho e de cor que esses meninos (as) trazem.

Com o verão a volta do calor, das poucas roupas, das saídas longas, e o reaparecimento. Apenas o reaparecimento e junto, da mesma forma rápida, como chegou, se foi.

Por fim, e não menos importante, nosso acampamento, os calotes, as tequilas, as várias latas, as crianças perturbando, e outras coisas a mais. Ótimo estar ao lado de vocês.

E assim me despeço, me dôo para um ano novo, não pedindo nada. Aprendi a parar com esses sonhos psicodélicos, com essas ilusões de pessoas perfeitas e mudadas. Quero apenas que essa vida continue. Assim, desse jeito.

Que seja doce, que seja intenso, que seja um novo ano!

E que venha 2011!

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

E assim eu conheço você. Sempre. Todos os dias e semanas que passamos juntos ou separados acabo achando que em alguma coisa você vai me surpreender, sim, me surpreende. Do mesmo jeito de sempre. Me decepcionando. Faz o seguinte, para nós dois, esquece esse lance de "DOIS", "pra sempre", "amor", tampouco aqueles apelidos "inhos inhos" e encerramos por aqui esse ciclo vicioso que não faz bem para ninguém. Tudo bem, é mais uma vez encerrando, mas ainda acredito, de alguma forma, que algum dia vai encerrar de verdade. E vamos começar algo bom, com outras pessoas, com novas pessoas, com pessoas diferentes, que façam dessa história apenas algo bom de se lembrar. Apenas. Não estou pedindo muito, mas me deixa aqui no meu mundo com minhas histórias e não tente mais fazer parte disso. Já tentamos, já relevamos, já relemos os script’s, e tudo continua igual, até as minhas desculpas, as suas culpas e a opinião dos outros. TUDO IGUAL. A placa diz: “foi boa sua visita, obrigado pelos risos, pelo vinho, pelos beijos, mas agora é hora de ir embora e dessa vez sem olhar para trás, sem parar no caminho e tampouco, pensar que um dia pode ser igual. Apenas vai.

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Cada segundo, uma surpresa e uma oportunidade.
Não olhe com olhos de ontem, porque o ar está renovado, as folhas estão frescas, tudo está diferente de antes, e teus olhos podem te enganar. Tuas idéias podem te enganar.
Teu problema de ontem, hoje, pode apresentar uma nova perspectiva. Tua perda de ontem pode trazer, hoje, um novo ganho. Será que tú vais enxergar?

Calunga

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades,
Muda-se o ser, muda-se a confiança;
Todo o Mundo é composto de mudança,
Tomando sempre novas qualidades.

Continuamente vemos novidades,
Diferentes em tudo da esperança;
Do mal ficam as mágoas na lembrança,
E do bem, se algum houve, as saudades.

O tempo cobre o chão de verde manto,
Que já coberto foi de neve fria,
E em mim converte em choro o doce canto.

E, afora este mudar-se cada dia,
Outra mudança faz de mor espanto:
Que não se muda já como soía.

Luis de Camões

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

"Romance pode ser encarado como esporte, mas não como jogo. Pessoas não deveriam ser passatempo de ninguém." #carascomoeu

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Pode ser. E pode ser que toda essa história tenha se desenvolvido nos dois segundos em que eu fechei os olhos e não precisei abrir pra saber que você estava lá. Verônica H.

A mudança em todas as coisas é desejável

Procura, diante dos acontecimentos ter as tuas reacções, não as dos outros



Agostinho

Que ele cause e eu quase.

Paulo Leminski

A hora do encontro é também despedida a plataforma desta estação, é a vida.

Milton Nascimento e Fernando Brant

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

A emoção, como veio, passou. Bernardo Soares

sábado, 18 de dezembro de 2010

Não deixa ninguém controlar sua vida,
Acorde e repense tudo de novo,
Se libertar do que te atrase a vida,
Agora é hora de virar o jogo.

Lembre-se que eu sempre me importei,
Mas o vento é livre e o tempo vai seguir,
Não importa o que aconteça você terá o seu valor,
Não perca a esperança.

Não deixar ninguém interferir,
Não se anular, viver dias de sol
Não deixar ninguém interferir,
Não se anular, viver dias de sol.

#Dias de Sol

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Desde pequenos aprendemos que, ao fazer uma opção, estamos descartando outra, e de opção em opção vamos tecendo essa teia que se convencionou chamar "minha vida".

Pedro Bial

Os pequenos atos de cada dia fazem ou desfazem o caráter.

Oscar Wilde

E como duas sacolas plásticas que se enroscam na cidade, no meio do caos, movidos por um breve redemoinho pré-chuva, a gente resolveu que ia se amar. E ninguém sabe melhor sobre nós, que nós. #carascomoeu

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Rapte-me camaleoa
Adapte-me a uma cama boa
Capte-me uma mensagem à toa
De um quasar pulsando lôa
Interestelar canoa...

Rapte-me Calameoa

Não sei quantas almas tenho.

Cada momento mudei.

Continuamente me estranho.

Nunca me vi nem acabei.

Alberto Caeiro

Nunca pretendi ser senão um sonhador
Fernando Pessoa

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Há saudades nas pernas e nos braços.

Há saudades no cérebro por fora.

Há grandes raivas feitas de cansaços.

Fernando Pessoa

Parece que estou sossegando, estarei talvez para morrer. Há um cansaço novo e brando de tudo quanto quis querer. Fernando Pessoa

Às vezes um homem encontra o seu destino na estrada que tomou para evitá-lo!

(Trama Internacional)

domingo, 12 de dezembro de 2010

Um dos sonhos mais lindos que já tive :D

sábado, 11 de dezembro de 2010

E será inútil esforçar-se para esquecer - tudo o que um dia se misturou carregará consigo partículas do outro. Talvez venha o arrependimento, o recomeço, as cores voltem a brilhar como antes - mas não se pode contar com isso. Não se pode contar com nada. O único caminho viável é viver e correr o sagrado risco do acaso. E substituir o destino pela probabilidade.

Clarice Lispector

Felicidade! É inútil buscá-la em qualquer outro lugar que não seja no calor das relações humanas... Só um bom amigo pode levar-nos pela mão e nos libertar.

Antoine de Saint-Exupéry

E é inútil procurar encurtar caminho e querer começar já sabendo que a voz diz pouco, já começando por ser despessoal. Pois existe a trajetória, e a trajetória não é apenas um modo de ir. A trajetória somos nós mesmos. Em matéria de viver, nunca se pode chegar antes. A via-crucis não é um descaminho, é a passagem única, não se chega senão através dela e com ela. A insistência é o nosso esforço, a desistência é o prêmio. A este só se chega quando se experimentou o poder de construir, e, apesar do gosto de poder, prefere-se a desistência. A desistência tem que ser uma escolha. Desistir é a escolha mais sagrada de uma vida. Desistir é o verdadeiro instante humano. E só esta, é a glória própria de minha condição. A desistência é uma revelação.

Clarice Lispector

Há entre mim e o mundo uma névoa que impede que eu veja as coisas como verdadeiramente são — como são para os outros. Sinto isto.

Fernando Pessoa

Sou a tua Alma e a mim‑próprio não me contas tudo! Passou ontem uma brisa leve pelo jardim. Trouxe perfumes de outros jardins. Fernando Pessoa

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Antecipação! Tristeza? Coisa nenhuma? Não sei: já ao acordar estava triste. O dia deu em chuvoso.

Fernando Pessoa

O problema todo: hoje estou querendo ser compreendido. Leminski

Não sei quantas almas tenho.

Cada momento mudei.

Continuamente me estranho.

Nunca me vi nem acabei.

Alberto Caeiro

E eu não passo de uma promessa. Mas sou estrela. Sinto que sou estrela. Espatifada. Sou caco de vidro no chão. Clarice Lispector

Não caio na tolice de ser sincera. Clarice Lipector

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Sorte assim sem fim
Porque ninguém percebeu
As marcas de dentes
Aonde você mordeu
Me tem tanto a dizer
Que o tempo eu conto assim
Pra gente comer sentados no chão
Aonde termina esse furacão

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Se o que nos fizer chorar nos ensinar e o que nos fizer sorrir nos incentivar, tudo será bom

victor chaves

Sede como os pássaros que,

ao pousarem um instante sobre ramos muito leves,

sentem-nos ceder,

mas cantam!

Eles sabem que possuem asas.

Victor Hugo

"Quando eu morrer todos vão chorar, todos vão sofrer. Mas um louco fazendeiro me transformará em um lindo pé de maconha. Passará por mim me comprará, me fumará. E verá que mesmo depois de morrer, continuo fazendo a cabeça."

Bob Marley

(kkkk)

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Same Mistake

Saw the world turning in my sheets and once again I cannot sleep.

Walk out the door and up the street; look at the stars beneath my feet.

Remember rights that I did wrong, so here I go.

Hello, hello. There is no place I cannot go.

My mind is muddy but my heart is heavy. Does it show?

I lose the track that loses me, so here I go.

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Deus fez as pessoas para serem amadas e as coisas para serem usadas;
mas por que amam as coisas e usam as pessoas?

Bob Marley

Web Analytics