quarta-feira, 30 de junho de 2010


A partir de hoje vou ver que rumo tudo isso vai tomar, acho que por isso não queria que tudo acabasse, porque assim tenho que tomar um caminho, escolher uma opção. Minha opção é tão doce, tão sutil, é gostosa de sentir, é de leve os mais bonitos sentimentos que tive/tenho. Transformo tudo que sou e que tenho visto em você, fotografia. Minha melhor escolha desde que... Desde que... Sempre! Sem "você" não poderia ter conhecido tudo o que conheço, sem "você", não teria dado em minha vida essa volta de 360°. Mas vamos ver o que vai acontecer, porém de uma coisa tenho certeza, não te largo de jeito e maneira! Venho descobrindo em mim uma vontade de nunca desistir pelas “coisas” que quero, e não é de você que vou abandonar tão facilmente, minha querida fotografia.
Acredito que pelo medo de perder as pessoas, às vezes tomo uma pré-concepção do que está acontecendo, e pode ser que muitas vezes, são apenas fruto da minha imaginação fértil. O medo de perder pessoas que gosto, principalmente amigos, para mim, é uma das dores mais insuportáveis, mais duras, as mais sangrentas, onde o coração arde, dói, finge, e tenta aparentar estar bem. Talvez meu ponto fraco seja esse, talvez o perder para mim, é o mais difícil, por isso acho que não aceito um fim para nada, nem para as coisas que eu coloco um fim.
Preciso de dicas de bons livros, leitura, leitura, leitura, a formatura está chegando!
This Year's Love

http://www.youtube.com/watch?v=Eo-tp0JZvUA&feature=player_embedded#!



Adorei a tradução!

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Minhas séries...

Não é que eu goste mais de seriados do que de fotos, que era pra ser o propósito desse blog, mas acredito que ainda não desvendei o mistério que a foto causa em mim e é por isso fico inerte a esse assunto. Quando neste momento outros assuntos ficam passando pela minha cabeça.

Vou fazer uma lista dos melhores seriados e suas características, as que mais eu gosto.

Monk – Ele é sem explicação, ele não tem cabimento, ele foi meu motivo principal de gostar tanto de seriados, ou seja, se querem culpar alguém pelos meus vários posts sobre seriados, culpem ele...Monk. Ele é divertido, decepcionante, estranho, estranho, estranho, sim, estranho. Ele é um estranho, perdido em meio a casos que ele desvenda com a maior facilidade do mundo. Ele tem “tiks” com limpeza e ordem. É o personagem mais organizado e detalhista de todos os seriados. Desvenda seus crimes apenas com sua inteligência e com sua habilidade de ser estranho por si próprio. Adoro o Monk. Ele está na quarta colocação nos EUA entre os seriados mais assistidos em TV's pagas.

Verônica – não preciso mais fazer nenhum discurso né!

Dr. House – Como esquecer esse médico, velho, ranzinza, totalmente irônico e mal amado, que eu adoro tanto? Ele é totalmente ofensivo com suas palavras ações e até mesmo pensamentos. Não tem ninguém por perto (ninguém suporta ele, nem animais conseguem com Ele), mas ele é fantástico, ele consegue com todos esses defeitos, fazer com que as pessoas ao seu redor sejam dia a dia melhores. Ele confronta qualquer crença que não for a dele, e se ele não tem razão bate o pé até o final, mesmo assim. Acho que por isso que eu gosto de pessoas irônicas e que falam a verdade, (de leve pliss), porque eu não sou assim, então admiro isso nos outros. Mas voltando ao seriado, ele é formado pelo House e pela sua equipe de médicos que só atendem os casos mais malucos e estranhos que aparecem no Hospital, e são incríveis. Ele está na quinta colocação dos mais assistidos.

Saving Grace – Já falei dela aqui no blog. Ela é fantástica, ela é brilhante, ela é meio obscura, ela é tudo e nada ao mesmo tempo. Ela é uma policial que é briguenta e muito pecaminosa, em uma de suas ocorrências recebe a visita de um anjo que a salva e depois desse dia não sai do seu pé, mas Ele é um anjo “maneiro”, ele chega até a ser estranho, mas é anjo. E tenta fazer com que a Grace mude seus atos, seja um pouco melhor, tenta salva-la, e olha que ele está conseguindo domar a fera. kkk

CSI / CSI NY e CSI Miami - Seriados de investigação criminal que são o MAXIMO. É fantástico como toda equipe desvenda os crimes quase que sem nenhuma pista aparentemente para nós leigos.
Até passou uma reportagem na TV, comentando que se os países tivessem toda essa tecnologia que esse seriado têm para desvendar crimes, não demoraria tanto tempo para determinar culpados, etc. No seriado CSI – Miami , o personagem principal, ele é muito irônico, e faz com que os casos se tornem mais incríveis e emocionantes, a fran iria sentir inveja da ironia do carinha...kkk

Pysch – Uma dupla perfeita e engraçadíssima. Um cientista muito inteligente e um louco. O louco sempre foi desafiado por seu pai policial a desvendar situações obvias do dia a dia, o que o tornou alguém inteligente e passou a ser investigador particular, levando seu amigo junto. Seus casos na maioria das vezes os colocam em muitas furadas, e acabam até disputando crimes com a polícia local. É uma das séries mais engraçadas. Mesmo não passando mais na TV de pobre, e eu nunca mais ter assistido, é um ótimo seriado...kkk

N
ip/Tuck - Sean, um cirurgião plástico de grande sucesso, que está cada vez ganhando reconhecimento. Tem uma clínica famosa junto com seu melhor amigo. Essa série é polêmica que demonstra o lado obscuro das cirurgias plásticas e também dos personagens. O cirurgião Cristian é totalmente tomado pela luxúria, já seu amigo Sean, que é aparentemente um bom pai, até tenta se controlar, mas as vezes não resiste aos desejos da carne. Um seriado intrigante!

Bones - Um homem e uma mulher desvendando casos dos mais variados, eles são acima de tudo irônicos e engraçados, mas o que mais gosto neles é que ele não conseguem viver juntos, mas muito menos separados. Acho que eles gostam um do outro, se importam um o outro, uma série bem legal.

Cold Case – Aparentemente são crimes sem um “the end”. Eles solucionam casos antigos que foram arquivados por faltas de provas e mostram as pessoas como eram e como são atualmente, meros personagens, mas é legal. A personagem principal é perfeita, ela tem um dom fantástico.

W
ithout a Trace – Seriado que trata de pessoas que desapareceram das mais variadas formas. Incrível as habilidades que essas pessoas têm para encontrar os desaparecidos.

Kaio – é uma das minhas recentes descobertas. Aparentemente o seriado é tosco e sem noção, mas com o passar dos episódios vai se demonstrando lindo e desencadeando uma história cheia de mistérios e maluquices. O que mais eu gosto nele é a inocência do personagem principal, que é uma experiência cientifica (falei que não era a primeira impressão o melhor, mas acaba sendo até divertido), não sabe nada do mundo e está descobrindo tudo, muito emocionante.

A Paranormal – Ela é uma policial que desvenda seus crimes através de sonhos que têm. Ela consegue prever os acontecimentos, e se já aconteceram, fornecer pistas do ocorrido para o desfecho dos casos. Ela é mãe de três filhas e têm um marido super irônico mas incrivelmente prestativo, admiro muito o ele, porque se fosse comigo já teria dado uma surra nela por sempre acordar ele no meio da noite com novidades sobre seus casos.

Não comentei sobre os defeitos, porque considero que o único defeito de todos os seriados é que eles passam normalmente de madrugada, poucos ainda são exibidos em canais abertos e eles sempre acabam, são cancelados, ou trocados. Apenas isso.
Tenho mais na lista, mas meus favoritos são esses, na verdade tendo algum tipo de investigação, sendo de policia, de doenças, o que for, eu gosto muito.
Quando não tiverem nada o que fazer e estiverem sem sono, dão uma passada pelos canais que vão encontrar algum desses seriados, só não garanto que vão gostar, porque de estranha tenho tudo, mas é minha dica, eu adoro.
Se alguém quiser me dar um presente algum dia, pode ter certeza que adoraria qualquer CACHE? De qualquer um desses seriados, ficarei felizissima!. kkk



Copa de 2014!

Dizem que quando você fala, deve tomar cuidado porque as palavras têm grande poder. Aprendi também, que quando você fala algo, elas ficam na atmosfera esperando para que um dia seja concretizado.


Então chego a uma conclusão...
para que RAIOS de lugar da atmosfera vai tudo o que eu tenho FALADO, caramba!

Porque o que tenho falado está para explodir no universo, ainda mais quando o “assunto” é TÃO BOM assim, porém, acho que essa parte do ensinamento era muito mentiroso, ou então, há uma conspiração contra a minha pessoa. Olha, olha Deus. hehehe


Chegue logo... copa de 2014!


No final, não nos lembraremos das palavras dos nossos inimigos, mas do silêncio dos nossos amigos.

Martin King


:/
Quarta feira! Ta chegando a hora! Já devorei aquele tcc de todas as maneiras possíveis e parece que tudo foge da cabeça em um simples toque de mágica. Tudo vai dar certo!

quinta-feira, 24 de junho de 2010

já não tenho mais o que escrever aqui, me resta o famoso ctrl + c, ctrl + v. :P
"Lá está ela, mais uma vez.
Não sei, não vou saber, não dá pra entender como ela não se cansa disso.
Sabe que tudo acontece como um jogo, se é de azar ou de sorte, não dá pra prever.
Ou melhor, até se pode prever, mas ela dispensa.
[...] E se ela se afogar, se recupera"
Caio F. Abreu
não será proibido confessar que às vezes se tem saudades...

Depois de tanto fazer tempestade estou branda novamente. É uma nostalgia maluca, que hora me deixa calma a pensar, e outrora desesperada a gritar socorro para quem tiver coragem de se aproximar. Hoje eu escolho o que é certo ao invés do que é fácil, hoje eu digo não pra tudo que não for de coração. (Mariana Romariz)

Agente acerta varias vezes, erra muito mais. Conhece o desconhecido, aposta no superável, acredita no impossível. Isso, porém, varias vezes...

Ela, Veronica Mars!


Como já falei antes, e não é novidade eu ADOROOOO seriados!

Mas vim falar um em especial, minha diva, Ela, minha inspiração, o começo de tudo, Veronica Mars - Kristen Bell.
A fotografia era nada mais nada menos, que uma cena congelada, de uma situação que iríamos lembrar/levar por anos, apenas isso.
Uma noite dessas onde o sono, grande aliado apenas durante o dia, insistia em não aparecer, assistia a programas de TV. O SBT é uma Emissora que pra mim não "inflói nem contribói" em nada, mas com uma diferença, os seriados que ela passa depois do jornal da madrugada. Vou dormir na casa dos meus pais apenas para assisti-los, pois aqui na minha TV não pega esse canal, aliás, muitos outros.
Voltando ao assunto, já faz 2 anos, estava assistindo o SBT quando começou o seriado Veronica Mars, adorei tudo nela! Ela é a protagonista do seriado, tem uma ironia tremenda, sua inteligência é de dar inveja, adoro sua esperteza, sua exatidão.
Veronica trabalha com seu pai (ex sheriff da cidade) em um escritório, ela é uma jovem espiã. Não como aquele filme tosco que passa na SBT durante a sessão da tarde. Ela dedica seus dias a desvendar crimes, desde crimes idiotas cometidos em seus colégio/faculdade até mesmo casos de assassinato da cidade.

Mas enfim, ela foi meu motivo de inspiração quando apareceu com uma linda, perfeita, enorme, câmera em um de seus casos. Aquele momento pareceu único. Claro que não poderia ser como ela, primeiro porque não tenho mais a idade dela, em segundo porque não tenho nem 10% da inteligência que a personagem tem, e por terceiro e não menos importante, ela é linda, logo, acho que não tem nada haver.

Mas uma coisa sim ficou gravada, a vontade de conhecer aquele mundo da fotografia de outro jeito. Aí, aliado a sites de fotografias, amigas(os) que acreditaram, tudo começou.

Por sorte, procurando uma foto legal nos sites de buscas, achei a foto da cena que não saiu da minha cabeça. AQUI ou AQUI pode se achar muitas outras informações sobre o seriado.



terça-feira, 22 de junho de 2010

Eu preciso...

Eu preciso me esquentar, eu preciso me desistressar, eu preciso que alguém me tire do sério, mas com palavras, desisto desse seu jogo.
Eu preciso gritar, eu preciso perceber que você que está sendo o meu problema.
Preciso começar a falar, poxa preciso de tudo o que eu tenho que não me faz falta, mas que necessito tanto.
Preciso ser mais amiga, mais filha, mais aluna, mais fotógrafa, mais fiel, mais humana, mais magra, preciso ser outra, outra Marine, outra Maria, outra qualquer vadia.
Preciso de chá forte, de líquido bem alcoólicos e de medo, muito medo.
Eu preciso que esse meu telefone toque para mais uma vez e com toda vontade que esse mundo me “dá”, te IGNORAR.
Preciso sair do sério.
Preciso não precisar mais de tudo isso!

A maior decepção é aquela que vem de quem nunca esperamos.

Jair Cunha

SÓ OS SONHOS

As Vezes construímos sonhos em cima de grandes pessoas...

O tempo passa...

e descobrimos que grandes mesmo eram os sonhos [SÓ OS SONHOS]

e as pessoas pequenas demais para torná-los reais!

Bob Marley

aborrecimentos...

Exige muito de ti e espera pouco dos outros. Assim, evitarás muitos aborrecimentos.

Confúcio

sábado, 19 de junho de 2010

Sai da tocaia :X

Mistura sua laia
Ou foge da raia
Sai da tocaia
Pula na baia




Vo agarra te agarrar, :X

Esnobar

Esnobar

É exigir café fervendo

E deixar esfriar.

Millôr Fernandes

É minha lei, é minha questão

Sonhar mais um sonho impossível
Lutar quando é fácil ceder
Voar num limite improvável
Tocar o inacessível chão
Sofrer a tortura implacável
É minha lei, é minha questão

Eu fui...

Eu fui o que não sou.

Depois que inventaram o inconsciente,

a verdade fica sempre para depois.

[Fabrício Carpinejar]

Inútil!

A gente não sabemos

Tomar conta da gente

Inútil!

A gente somos inútil!

aprendemos a amar não quando encontramos a pessoa perfeita mas quando conseguimos ver de maneira perfeita uma pessoa imperfeita....
"...ainda vou raspar vc da sola do meu sapato...e olha que não piso em qualquer coisa."

Amo noite e dia

Tem um pedaço do meu peito bem colado ao teu,

Alguma chave, algum segredo que me prende ao seu,

Teu jeito perigoso de me conquistar,

Teu jeito tão gostoso de me abraçar,

Tudo se perde, se transforma, se ninguém te vê.

Eu busco às vezes nos detalhes encontrar você,

O tempo já não passa, só anda pra trás,

Me perco nessa estrada não aguento mais....

Eu busco às vezes nos detalhes encontrar você,

O tempo já não passa, só anda pra trás,

Me perco nessa estrada não aguento mais....

Passa o dia, passa a noite tô apaixonado,

Coração no peito sofre sem você do lado,

Dessa vez tudo é real, nada de fantasia...

Saiba que eu te amo...Amo Noite e Dia....

2 anos

Eu era muito novo, fui nem percebi
Um sonho, meu destino tava bem ali
Lá no final da noite o que aconteceu?
Você sumiu de mim
Meu mundo se perdeu num labirinto
Sem saber onde ia dar
E o tempo foi me consumindo
Fui seguindo o seu olhar
Eu te encontrei de novo
Faz dois anos que tô doido
Quero todo o seu carinho
Vem amor sou dono do seu coração
Hoje é minha menina
Meu presente que fascina
É meu amor, é fogo da minha paixao

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Se esse amor não falasse tão alto assim,

Se você não estivesse tão presente em mim,

Eu te deixava, te deixava
Se eu pudesse te odiar como eu te quero,

Se eu pudesse te esquecer como eu te espero,

Eu te deixava, te deixava
Não consigo desviar meu olhar pra outro olhar,

Enxergar um novo amor

Pode até acontecer,

Mas de tanto te querer, coração só vê você

Fácil é dizer que é fácil te esquecer,

O difícil é convencer meu coração

'Capítulo um: nunca atenda antes de deixar tocar pelo menos três vezes, para não demonstrar ansiedade. Que ninguém possa supor jamais que você vive plantado ao lado de um maldito telefone. Principalmente à noite e durante os fins de semana, claro.'
Caio F.

Quero ser criança, mulher, homem, et, megera, maluca e, ainda assim, olhada com total reconhecimento de território. Quero sexo na escada e alguns hematomas e depois descanso numa cama nossa e pura. Quero foto brega na sala, com duas crianças enfeitando nossa moldura. Quero o sobrenome dele, o suor dele, a alma dele. Que ele me ame como a minha mãe, que seja mais forte que o meu pai, que seja a família que escolhi pra sempre. Quero que ele passe a mão na minha cabeça quando eu for sincera em minhas desculpas e que ele me ignore quando eu tentar enrolá-lo em minhas maldades. Quero que ele me torne uma pessoa melhor, que faça sexo como ninguém, que invente novas posições, que me faça comer peixe apimentado sem medo, respeite meus enjôos de sensibilidade, minhas esquisitices depressivas e morra de rir com meu senso de humor arrogante. Que seja lindo de uma beleza que me encha de tesão e que tenha um beijo que não desgaste com a rotina.
Tati Bernardi

Preciso

Preciso de alguém em quem pensar nos intervalos da minha "falta" de tempo.
(Lara)

água suja...

"Há que aprender a sair mais limpo de situações pouco limpas e, se for preciso, lavar-se também com água suja."
Friedrich Nietzsche

terça-feira, 15 de junho de 2010

A sensação é de que absolutamente tudo para quando a seleção canarinho entra em campo e o Brasil protagoniza o espetáculo da copa. Quem não Torce vive ilha solitária durante a Copa. É a nossa torcida, é a nossa garra, é a nossa vontade de não desistir nunca que vai junto com o chute a gol.

VAIIII BRASILLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL!!!

Uma pessoa se constrói...

Uma pessoa se constrói nas escolhas que faz.

Não nas palavras que pronuncia, mas nas atitudes que toma.

Uma pessoa se constrói nas escolhas que faz.

Não nas promessas que anuncia, mas nos feitos que realiza.

Uma pessoa se constrói nas escolhas que faz.

Não nos movimentos de transferência de responsabilidade, mas no pleno assumir das suas decisões.

Uma pessoa se constrói nas escolhas que faz.

Não em gestos, mímicas e mis-en-scénes e teatros, mas em práticas visíveis. Indisfarçáveis.

Uma pessoa se constrói nas escolhas que faz, nas atitudes que toma, nos feitos que realiza, nas decisões que assume e nas responsabilidades que não transfere.

Porque não se conhece alguém a partir de palavras cheias e atitudes vazias.

Walmir Monteiro

Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos. Fernando Pessoa
O destino decide quem vamos encontrar na vida, as atitudes decidem quem fica.
Desconhecido

E como...

Como são admiráveis as pessoas que nós não conhecemos bem.
Millôr Fernandes

Todo..

todo caminho que sigo, é por amor ao perigo

toda menino que amo, é por amor ao engano

todo silêncio que falo, é por amor ao que calo

toda verdade que minto, é por amor ao que sinto

todo poema que faço. é por amor ao fracasso.


Chimia Geral.

O jumento morre de cansaço

O jumento morre de cansaço

Nasrudin resolveu procurar novas técnicas de meditação. Selou seu jumento, foi à Índia, à China, à Mongólia, conversou com todos os grandes mestres, mas nada conseguiu.Escutou falar que havia um sábio no Nepal. Viajou até lá, mas quando subia a montanha para encontrá-lo, seu jumento morreu de cansaço. Nasrudin enterrou-o ali mesmo, e chorou de tristeza. Alguém passou e comentou:
- Você buscava um santo, e este deve ser seu túmulo. Na certa, está lamentando sua morte.
- Não, é o lugar onde enterrei meu jumento, que morreu de cansaço.
- Não acredito – disse o recém-chegado. – Ninguém chora por um jumento morto. Isso deve ser um lugar onde os milagres acontecem, e você quer guardá-lo só para si mesmo.
Por mais que Nasrudin argumentasse, não adiantou. O homem foi até a aldeia vizinha, espalhou a história de um grande mestre que realizava curas em seu túmulo, e logo os peregrinos começaram a chegar.
Aos poucos, a notícia da descoberta do Sábio do Luto Silencioso se espalhou por todo o Nepal – e multidões correram para o lugar. Um homem rico foi até ali, achou que tinha sido recompensado, e mandou construir um imponente monumento onde Nasrudin enterrara “seu mestre”.
Em vista disto, Nasrudin resolveu deixar as coisas como estavam. Mas aprendeu de uma vez por todas que, quando alguém quer acreditar numa mentira, ninguém lhe convencerá do contrário.

Paulo Coelho

Fica a dica ;)

domingo, 13 de junho de 2010

Dois minutos e chega!

"Não vemos as coisas como são: vemos as coisas como somos."

Anais Nin

Não ia falar nada sobre o assunto, mas já que a insistência é MUITA, vou começar a falar sobre o que se passa.

Isso já está sendo medíocre a ponto de ser hipocrisia de sua parte. Criatura não temos mais dez anos!

Você acha que fazendo textinhos medíocres e sem nexo vai fazer com que vou me jogar ali da sacada? Se foi o meu desinteresse pela sua pessoa, insuportável a ponto de fazer tudo o que esta fazendo, errou seu pulo, porque não esta NEM tirando meu sono.

Tirei esses dois minutos preciosos da minha vida para falar sobre, para que, de qualquer maneira, você ache algo mais criativo para escrever, talvez de suas falsas novas/velhas amizades.

Há um provérbio que fala sobre três coisas na vida que nunca voltam atrás: a flecha lançada, a palavra pronunciada e a oportunidade perdida.

A palavra pronunciada é uma que você nunca mais vai poder voltar atrás, portanto espere para falar das pessoas que agora costuma andar. Até porque se essas pessoas soubessem 10% do que algum dia você já julgou a respeito delas, certeza que não seriam como você. Hipócrita.

Suas táticas evasivas
FALHARAM

Para completar os meus minutos perdidos, achei um texto de Paulo Coelho que caiu como uma luva em relação a toda essa situação.

A arrogância da inveja

No deserto da Síria, Satanás dizia aos seus discípulos: “o ser humano está sempre mais preocupado em desejar o mal aos outros, que em fazer o bem a si próprio”.

E para demonstrar o que dizia, resolveu testar dois homens que descansavam ali perto.

“Vim realizar seus desejos”, disse para um deles. “Pode pedir o que quiser, que lhe será dado. Seu amigo receberá a mesma coisa – só que em dobro”.

O homem permaneceu em silêncio por longo tempo.

Finalmente, disse:

“Meu amigo está contente, porque terá sempre o dobro, seja qual for meu desejo. Mas consegui preparar-lhe uma armadilha: o meu pedido é que você me deixe cego de um olho”.

"Certas coisas só são amargas se a gente as engole."

Millôr Fernandes

Pessoas inoportunas

Os visitantes indesejáveis
- Não temos portões em nosso mosteiro – Shantih comentou com o visitante.
- E como fazem com os ladrões?
- Não há nada de valioso aqui dentro. Se houvesse, já teríamos dado a quem precisa.
- E as pessoas inoportunas, que vem perturbar a paz de vocês?
- Nós as ignoramos, e elas vão embora – disse Shantih.
- Só isto? E isto dá resultado?
Shantih não respondeu. O visitante insistiu algumas vezes. Vendo que não obtinha resposta, resolveu partir.
“Viu como funciona?” disse Shantih para si mesmo, sorrindo

...Experiência...

A minha experiência mostra
que as pessoas só dão valor a algo,
quando tem a oportunidade de duvidar
se irão ou não conseguir o que desejam.
Paulo Coelho

Três grupos

As pessoas podem ser dividas em três grupos:

Os que fazem as coisas acontecerem;

Os que olham as coisas acontecendo;e os que ficam se perguntando o que foi que aconteceu.

Nosso caráter é aquilo que fazemos quando achamos que ninguém está olhando.

Nunca deixe de ter dúvidas, quando elas param de existir é porque você parou em sua caminhada.

Antoine de Saint-Exupéry

Pão com Manteiga
Conta a história que um casal tomava café da manhã no dia de suas bodas de prata.
A mulher passou a manteiga na casca do pão e o entregou para o marido, ficando com o miolo. Ela pensou: "Sempre quis comer a melhor parte do pão, mas amo demais o meu marido e, por 25 anos, sempre lhe dei o miolo. Mas hoje quis satisfazer meu desejo. Acho justo que eu coma o miolo pelo menos uma vez na vida".Para sua surpresa, o rosto do marido abriu-se num sorriso sem fim e ele lhe disse: "Muito obrigado por este presente, meu amor... Durante 25 anos, sempre desejei comer a casca do pão, mas como você sempre gostou tanto dela, jamais ousei pedir!"
Moral da história:
1. Você precisa dizer claramente o que deseja, não espere que o outro adivinhe...
2. Você pode pensar que está fazendo o melhor para o outro, mas o outro pode estar esperando outra coisa de você...
3. Deixe-o falar, peça-o para falar e quando não entender, não traduza sozinho. Peça que ele se explique melhor.
PS: Tão simples como um pão com manteiga!

Não

Não se cubra, descubra...

Não embace, desembarace...

Não encolha, se atire...

Não se feche, arrepie...

Não gele, incendeie...

Não amarele, avermelhe...

Não trema, estremeça...

Nos dias quotidianos

É que se passam

Os anos


Millôr Fernandes

sábado, 12 de junho de 2010

Timidez

Timidez
Biquini Cavadão

Toda vez que te olho
Crio um romance
Te persigo, mudo
todos instantes
Falo pouco pois não
sou de dar indiretas
Me arrependo do que digo
em frases incertas
Se eu tento ser direto, o medo me ataca
sem poder nada fazer
Sei que tento me vencer e acabar com a mudez
Quando eu chego perto, tudo esqueço
e não tenho vez
Me consolo, foi errado o momento, talvez
Mas na verdade, nada esconde essa minha timidez
Eu carrego comigo a grande agonia
De pensar em você, toda hora do dia
Eu carrego comigo, a grande agonia
Na verdade nada esconde essa minha timidez
Na verdade nada esconde essa minha timidez


Talvez escreva um poema
No qual grite o seu nome
Nem sei se vale a pena
Talvez só telefone
Eu me ensaio, mas nada sai
O seu rosto me distrai
E, como um raio,
eu encubro , eu disfarço
eu camuflo, eu desfaço
Eu respiro bem fundo
Hoje digo pro mundo
Mudei rosto e imagem
Mas você me sorriu
Lá se foi minha coragem
Você me inibiu.

Ela..

Ela cultiva estrelas no peito

Ela não olha para o céu

Ela gosta de Poesias

Ela não lida bem com as palavras

Ela é coração

Ela não tem razão

Ela quer conversar

Ela quer pirar

Ela quer ser um par

Ele não sabe onde se encaixar

Esqueceram as contradições que lhe cabem

Dançaram como se a noite fosse eterna.

[Luisa Seixas]

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Quem eu sou? Um gago mudo e um cego daltônico...vivo uma paz nervosa!
Basicamente vestido com roupa preta clara, porque o branco escurece - o contraste evidencia meu lado negro.
Acho que sou um clichê inédito e um plágio criativo! Um ET terráqueo de improviso planejado com entretenimento monótono e uma tristeza feliz...

Pablo de Queiroz

Coisas mornas

Sempre desprezei as coisas mornas, as coisas que não provocam ódio nem paixão, as coisas definidas como mais ou menos, um filme mais ou menos ,um livro mais ou menos.
Tudo perda de tempo.
Viver tem que ser perturbador, é preciso que nossos anjos e demônios sejam despertados, e com eles sua raiva, seu orgulho, seu asco, sua adoraçao ou seu desprezo.
O que não faz você mover um músculo, o que não faz você estremecer, suar, desatinar, não merece fazer parte da sua biografia.

(trecho de O Divã)

Martha Medeiros

Apesar de..

... uma das coisas que aprendi é que se deve viver apesar de. Apesar de, se deve comer. Apesar de, se deve amar. Apesar de, se deve morrer. Inclusive muitas vezes é o próprio apesar de que nos empurra para a frente. Foi o apesar de que me deu uma angústia que insatisfeita foi a criadora de minha própria vida.

[Clarice Lispector]

segunda-feira, 7 de junho de 2010

..êêê povinho brasileiro!

Falam tanto de se orgulhar do Brasil, quando no momento que mais precisam se mostrar, só aparece a incapacidade de um povo, que aos olhos das outras pessoas, são pessoas pervertidas que só tem samba, futebol, pobreza, sexo, prostituição e drogas.
Os filmes brasileiros só mostram esses temas, os próprios brasileiros denigrem a sua imagem, não é preciso que as pessoas de fora venham conferir isso aqui.
Pior cena possível, duas mulheres se divertindo, escutando uma música horrível E cheirando ACETONA! pasme!
AFF....bando de sem noção.

E se...

E se tu vieres de novo vou dizer então: vieste com tanto verão, eu queria era inverno. Fria, pedra, indiferente. O que dessa vez? És tu quem dizes. E se eu não contestar? És tu quem exiges. E se eu aceitar e deixar escapulir que és sol demais? Ah, não me leves a mal, mas agora já não tenho tempo a perder, já não jogo segundos no ar. Mudo-me silenciosamente como quem rouba o doce de uma criança. Cautelosamente vou pro meu pólo e deixo-te aqui, no calor do Equador. Equalizar a dor? Equalize. Quero o teu silêncio pra compor minha música até o sol raiar morno pela janela que deixei entreaberta. Tanta ciência humana foi me deixando inexata e as notas parecem não-notadas. E se eu não souber mais desprender os pés do chão? E se eu não souber mais amar sem razão? Se eu não souber, deixe-me não sabendo que assim eu me aprendo. Meus passos pra trás, meus olhos pra frente. Abrindo os braços e apressando os pés. Um dia eu chego lá. Amanda Arrais

É uma saudade...

"É uma saudade pós-saudade.

Uma saudade sem o peso de uma saudade.

Uma saudade sem a tortura de uma obsessão.

Uma saudade de detalhes que só vem em sonhos que não me acordam antes das cinco.

Uma saudade que não podia sentir quando estava cheio de saudade.

Uma saudade de quem aprendeu a conviver com o pôr do sol."

[Gabito Nunes]

domingo, 6 de junho de 2010

...mesmo que o sol aparecer [...]

Não me deixe aqui no chão

Estrela do meu coração!

Guardei...

Guardei
Sem ter porque
Nem por razão
Ou coisa outra qualquer
Além de não saber como fazer
Pra ter um jeito meu de me mostrar

Mudaram as estações...

Mas nada vai conseguir mudar
o que ficou
Quando penso em alguém
só penso em você
E aí, então,
estamos bem...

sábado, 5 de junho de 2010

Não se esqueça...

Você pode ir embora e nunca mais ser a mesma.
Você pode voltar e nada ser como antes.
Você pode até ficar, pra que nada mude, mas aí é você que não vai se conformar com isso.
Você pode sofrer por perder alguém.
Você pode até lembrar com carinho ou orgulho de algum momento importante na sua vida: formatura, casamento, aprovação no vestibular ou a festa mais linda que já tenha ido, mas o que vai te fazer falta mesmo, o que vai doer bem fundo, é a saudade dos momentos simples:
Da sua mãe te chamando pra acordar,
Do seu pai te levando pela mão,
Dos desenhos animados com seu irmão,
Do caminho pra casa com os amigos e a diversão natural
Do cheiro que você sentia naquele abraço,
Da hora certinha em que ele sempre aparecia pra te ver,
E como ele te olhava com aquela cara de coitado pra te derreter.
De qualquer forma, não esqueça das seguintes verdades:
Não faça nada que não te deixe em paz consigo mesma;
Conte até três (tá certo, se precisar, conte mais);
Esperar não significa inércia, muito menos desinteresse;
Renunciar não quer dizer que não ame;
Abrir mão não quer dizer que não queira;
O tempo ensina, mas não cura.
Martha Medeiros
perdi a hora, perdi o momento, me perdi em meio ao que aconteceu. me perdi em meio ao que não queria ter perdido.

Sofremos antecipado

para não sofrer tudo de uma vez

e acabamos por sofrer tudo

de uma vez

várias vezes.

[Carpinejar]

Podem até de certa forma algum dia terem me condenado pelas minhas escolhas religiosas, não me envergonho. Nesses dias sei que mais erro que acerto, diante do que eu achava correto, mas sei que mesmo assim, apesar disso, diante de tudo, Sobra um amor dEle por mim. Segue um video lindo, curto, porém lindo.
Albert Einstein, ainda muito jovem, mostra o que pensa a respeito da existencia de Deus.
vale a pena!


http://www.youtube.com/watch?v=VqgcrJs5cPE&feature=player_embedded

Dias de Luta, Dias de Glória

Canto minha vida com orgulho!
Na minha vida tudo acontece

Mas quanto mais a gente rala, mais a gente cresce
Hoje estou feliz porque sonhei com você
E amanhã posso chorar por não poder te ver
Mas o seu sorriso vale mais que um diamante
Se você vier comigo aí nós vamos adiante
Com a cabeça erguida,e mantendo a fé em Deus
O seu dia mais feliz vai ser o mesmo que o meu
A vida me ensinou a nunca desistir

Nem ganhar, nem perder mas procurar evoluir
Podem me tirar tudo que tenho
Só não podem me tirar as coisas boas que eu já fiz pra quem eu amo
E eu sou feliz e canto e o universo é uma canção eu vou que vou!
Histórias, nossas histórias

Dias de luta, dias de glória
Oh minha gata, morada dos meus sonhos

Todo dia, se pudesse eu ia estar com você
Já te via muito antes nos meus sonhos
Eu procurei a vida inteira por alguém como você
Por isso eu canto minha vida com orgulho

Com melodia, alegria e barulho
Eu sou feliz e rodo pelo mundo
Sou correria mas também sou vagabundo
Mas hoje dou valor de verdade, pra minha saúde, pra minha liberdade

Que bom te encontrar nesta cidade
Esse brilho intenso me lembra você
Histórias, nossas histórias

Dias de luta, dias de glória
Hoje estou feliz, acordei com o pé direito

E vou fazer de novo, vou fazer muito bem feito
Sintonia,telepatia,comunicação pelo cortéx

Bum,Bye-Bye.

Dias de Luta, Dias de Glória
Charlie Brown Jr.

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Vezenquando

Harriett-Caio Fernando Abreu
Chamava-se Harriett, mas não era loura. As pessoas sempre esperavam dela coisas como longas tranças, olhos azuis e voz mansa. Espantavam-se com os ombros largos, a cabeleira meio áspera, o rosto marcado e duro, os olhos escurecidos. Harriett não brincava com os outros quando a gente era criança. Harriett ficava sozinha o tempo todo. Mesmo assim, as pessoas gostavam dela.

Quase todo mundo foi na estação quando eles foram embora para a capital.Ela estava debruçada na janela, com os cabelos ásperos em torno das maçãs salientes. Eu fiquei olhando para Harriett sem conseguir imaginá-la no meio de edifícios e automóveis. Acho que senti pena - e acho que ela sentiu que eu sentia pena dela, poquer de repente fez uma coisa completamente inesperada. Harriett desceu do trem e me deu um beijo no rosto. Um beijo duro e seco. Qualquer coisa como uma vergonha de gostar.
Essa foi a primeira vez que vi os pés dela. Estavam descalços e um pouco sujos. Os pés dela eram pés que a gente esperava de uma Harriett. Pequenos e brancos, de unhas azuladas como de criança. Eu queria muito ficar olhando para seus pés porque achei que só tinha descoberto Harriett na hora dela ir embora. Mas o trem se foi. E ela não olhou pela janela. Um tempo depois a gente viu uma fotografia dela numa revista, com um vestido de baile. Harriett era manequim na capital. Todo mundo falou e comprou a revista. Quase todos os dias a gente via a foto dela nos jornais. Harriett era famosa. A cidade adorava ela, mas ela nunca escreveu uma carta pra ninguém.
Muito tempo depois, eu a vi outra vez. Eu estava trabalhando num jornal e tinha que fazer uma entrevista com ela. Harriett estava sozinha e não ficou feliz em me ver. Continuava grande e consumida e tinha nos olhos uma sombra cheia de dor. Fumava. Falei da cidade, das pessoas, das ruas - mas ela pareceu não lembrar. Contou-me de seus filmes, seus desfiles, suas viagens - contou tudo com uma voz lenta e rouca. Depois, sem que eu entendesse porque, mostrou-me uma coisa que ela tinha escrito. Uma coisa triste parecida com uma carta. Tinha um pedaço que nunca mais consegui esquecer, e que falava assim:

sabe, o meu gostar de você chegou a ser amor pois eu me comovia vendo você pois se eu acordava no meio da noite só pra ver você dormindo meu deus como você me doía vezenquando eu vou ficar esperando você numa tarde cinzenta de inverno bem no meio duma praça então os meus braços não vão ser suficientes para abraçar você e a minha voz vai querer dizer tanta coisa mais tanta coisa que eu vou ficar calada um tempo enorme só olhando e pensando meu deus ah meu deus como você me dói vezenquando

Quando terminei de ler tinha vontade de chorar e fiquei uma porção de tempo olhando para os pés dela. E pensei que ela parecia ter escrito aquilo com os pés de criança, não com as mãos ossudas. Eu disse para Harriett que era lindo, mas ela me olhou com aquela cara dura que a gente não esperava de uma Harriett e disse que não adiantava nada ser lindo. Tive vontade de fazer alguma coisa por ela. Mas eu só tinha uma vaga numa pensão ordinária e um número de telefone sempre estragado. Eu não podia fazer nada. E se pudesse, ela também não deixaria. Fui embora com a impressão de que ela queria dizer alguma coisa.
Três dias depois a gente soube que ela tinha tomado um monte de comprimidos para dormir, cortou os pulsos e enfiou a cabeça no forno do fogão a gás. Foi muita gente no enterro e ficaram inventando histórias sujas e tristes. Mas ninguém soube. Ninguém soube nunca dos pés de Harriett. Só eu. Um desses invernos eu vou encontrar com ela no meio duma praça cinzenta e vou ficar uma porção de tempo sem dizer nada só olhando e pensando: que pena - que pena Harriett, você não ter sido loura. Vezenquando, pelo menos.

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Distância e desejo

Olha pra mim, me dê a mão
Depois um beijo
Em homenagem a toda
Distância e desejo
Mora em mim
Que eu deixo as portas sempre abertas
Onde ninguém vai te atirar
As mãos vazias nem pedras

Cazuza

terça-feira, 1 de junho de 2010

Adiar, adiar...

"Estou adiando. Sei que tudo o que estou falando é só pra adiar, adiar o momento em que terei que começar a dizer, sabendo que nada mais me resta a dizer. Estou adiando o meu silêncio. A vida toda adiei o silêncio? mas agora, por desprezo pela palavra, talvez eu possa começar a falar."
(Clarice Lispector)

“acertei o caminho não porque segui as setas, mas porque desrespeitei todas as placas de aviso”.

Você tão ocupado com seus mapas, tão equipado com sua bússola, demorou tanto, fez sinais de fumaça e não veio. Você simplesmente não veio. Mas me ensinou a intuir caminhos certos, a confiar nos passos, a desconfiar dos atalhos. (Elenita Rodrigues)

Chega uma hora em que você descobre que insistir é diferente de perseverar. Quase se transforma em incomodar. Então prossegue. (Elenita Rodrigues)

Por mim

Então eu fingi superficialidade e estranhamento.
Fingi outro texto de partida, mas só pra descobrir que seria responsabilizada de novo. Por mim.
(Elenita Rodrigues)

O Teatro Mágico

Metade de mim

Agora é assim

De um lado a poesia,

o verbo, a saudade

Do outro a luta,

a força e a coragem pra chegar no fim

E o fim é belo incerto...

depende de como você vê

O novo, o credo,

a fé que você deposita em você e

Só enquanto eu respirar

Vou me lembrar de você




E em dia que paixão ao amor se entregar,


poesia no lugar destas linhas,


teus olhos haverão de encontrar.


(Adriane)
Foto não é minha

Seria Possível

Seria fácil, se tudo que quiséssemos acontecesse de uma hora para outra, ter respostas para todas nossas perguntas e dúvidas, saber o verdadeiro significado do amor e porque o céu é azul, largar um grande vício em menos de cinco minutos, apostar na mega-sena toda semana e ganhar toda semana também, sair correndo por aí e pular de um grande penhasco sem nos machucarmos ou até mesmo sair vivo dali, ganhar dinheiro sem precisar fazer esforço algum; se preocupando em estudar para ser alguém na vida ou ter um ótimo emprego, fazer o que te der na telha, seja o que for certo ou errado e no final nas contas não se arrepender de nada ou vir as conseqüências em suas costas, mandar no próprio coração fazendo ele apaixonar-se e desapaixonar-se conforme nossa vontade, entender porque a Terra é redonda entre bilhões de outras coisas... Pois é, seria bem mais fácil! Mas seria possível?
Ps: Texto comunidade do orkut.

Sujeitinho

Era um sujeito realmente distraído:
na hora de dormir,
beijou o relógio,
deu corda no gato e enxotou a mulher pela janela.
Jô Soares

Encerrando ciclos

"Enquanto não encerramos um capítulo, não podemos partir para o próximo. Por isso é tão importante deixar certas coisas irem embora, soltar, desprender-se. As pessoas precisam entender que ninguém está jogando com cartas marcadas, às vezes ganhamos e às vezes perdemos. Não espere que devolvam algo, não espere que reconheçam seu esforço, que descubram seu gênio, que entendam seu amor. Encerrando ciclos. Não por causa do orgulho, por incapacidade ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida. Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira. Deixe de ser quem era, e se transforme em quem é."

Fernando Pessoa

Tenho pensamentos...

Tenho pensamentos que, se pudesse revelá-los e fazê-los viver, acrescentariam nova luminosidade às estrelas, nova beleza ao mundo e maior amor ao coração dos homens.

Fernando Pessoa
Web Analytics