terça-feira, 29 de setembro de 2009

Saudades!




Que saudade!!!
Quanto tempo sem escrever, quantas palavras que estão para serem ditas. Saudades do exagero, Saudade do cúmulo, Saudade do pouco, Saudade do que passou, do que nunca aconteceu e do que está por vir! Saudade de quem está longe e bastante se fala, de quem está perto e quase não se troca uma palavra, saudade de quem conheço faz tempo e pouco vejo, saudade de quem conheço a pouco. Saudade de escrever o que penso, Saudade de um tempo que tudo era colégio, matemática, português, história, Artes. Saudade de ser criança. Mas o que me da mais saudade é do que posso ter e não tenho, saudade do que mais quero fazer e não posso, o tempo não está permitindo, Saudade de um tempo bom!

terça-feira, 15 de setembro de 2009

De Vez...


Não Estou Disposto
A esquecer seu rosto de vez




Web Analytics