quarta-feira, 13 de agosto de 2014

sabe como é né?



Como eu tento fazer você ver.
Amar, não é clichê.
Cliché é dizer:
“Não posso me envolver.”
Qualquer um pode ser um babaca.
Poucos podem ser um cavalheiro.
Quem você quer ser?
Vem me encontrar.
É uma bela noite,
pra dizer:
“Eu gosto de você.”
Se declarar,
é a forma mais sincera para conquistar.
Se eu me assustar, não me julgue.
Às vezes, tenho vontade de desistir
antes de tentar.
Coração inquieto, sabe como é né?
Como eu tento fazer você ver,
não quero só sexo e boa noite.
Quero você lá.
Quando a janela abrir,
e a primavera entrar.
Um bom dia
pra poder abraçar.
Alguém menos exigente,
e mais gente.
Peito duro,
não é conteúdo.
Você não tem mais essa idade.
Passe de fase.
Como eu tento fazer você ver.
Os laços feito por olhares,
são bem mais fortes,
que por mensagem.
Na verdade,
não sou tão confusa.
Sou toda sua.
Pra sorrir ou chorar,
vou estar lá.
Pra você tocar as músicas,
que o meu coração cantar.
Como eu tento fazer você ver,
amar uma única mulher,
é o melhor que um homem pode ser.
Quando estiver velho
e com medo,
vou estar lá.
Compartilhando a cama,
o pensamento,
e o seu travesseiro.
Como eu tento fazer você ver.
Só quero alguém,
para aquecer,
quando a noite vem.
E você?
Quem realmente quer ser?
Estou cansada de descrever,
o que você parece não ver:
O “pra sempre”
só existe,
se for entre a gente.



sabe como é né?

T.L.C.

Nenhum comentário:

Web Analytics